fbpx

Artigos

7 dicas para a boa convivência em condomínios

7 dicas para a boa convivência em condomínios

Com bom senso e um pouco de empatia, os moradores vão perceber os tipos de comportamento que costumam incomodar os seus vizinhos; listamos 7 dicas para uma boa convivência

Para muitas pessoas, morar em condomínio é um desafio. Fato é que, para vivermos bem em sociedade, é preciso estabelecer e respeitar algumas regras. No caso de um condomínio, especialmente os residenciais, o regimento interno e a convenção coletiva definem uma série de critérios que devem ser seguidos em prol de uma boa convivência entre os condôminos.

Cada local cria suas próprias regras, de acordo com a as necessidades e as situações vividas no dia a dia. Veja 7 regrinhas que, se forem seguidas, vão permitir uma boa convivência em condomínios, dando mais segurança, conforto e tranquilidade para o grupo de pessoas que vive ou passa parte do dia nesse espaço – no caso dos condomínios comerciais.

Vale lembrar que, dentro dos códigos de conduta, serão estabelecidas punições para àqueles que desrespeitarem as regras, que podem variar desde notificações simples até multas baseadas em salário mínimo ou na taxa de condomínio. Em geral, o bom senso e a empatia (o ato de se colocar no lugar do outro) costumam ser uma boa régua para garantir a paz e uma boa convivência.

1- Respeito ao horário do silêncio

A lei do silêncio estabelece o limite de 22 horas. No entanto, cada espaço pode definir regras específicas, após a realização de assembleias e reuniões entre os condôminos. Por exemplo, ampliar esse limite às sextas-feiras, sábados ou vésperas de feriado para 23 ou 24 horas. Esteja ciente desses horários e tente respeitá-los, mesmo que esteja realizando uma festa ou recebendo amigos em casa para um jantar. Em Curitiba, estas regulamentações estão na Lei Municipal nº 10.625/2002.

2 – Cuidar dos animais de estimação

Já há consenso de que não é permitido que um condomínio proíba a presença de animais dentro da área privativa de um condômino. No entanto, o condomínio pode estabelecer uma série de regras sobre os animais de estimação no que tange tanto sua presença em espaços comuns (como elevadores, jardins, calçadas) quanto em relação ao incômodo causado aos vizinhos.

Tente manter seu animal tranquilo e calmo dentro da sua unidade, evitando que ele faça muito barulho – especialmente em horários que ultrapassam a lei do silêncio – e respeite as normas de convivência no uso de elevadores e na higiene e limpeza das áreas comuns.

3 – Bom senso nas áreas comuns

Elevadores, jardins, calçadas, garagem, espaços de lazer (academia, área gourmet, churrasqueiras, entre outros) são locais compartilhados entre os condôminos. Nesse sentido, é importante que todos tenham bom senso no uso desses espaços, especialmente em relação à higiene e ao cuidado. Se você não gosta de encontrar a esteira ou os equipamentos da academia sujos, deixe-os limpos após usá-los. Se você recebeu os utensílios de churrasqueira lavados, entregue-os da mesma forma, caso não esteja incluída a taxa de limpeza.

4 – Vagas de garagem

Seu apartamento ou residência tem uma (ou mais) vagas de garagem limitadas ao espaço delimitado pelas pinturas ou avisos no chão. Seu veículo deve permanecer nesse espaço, evitando ultrapassar os limites. Outro ponto importante: a garagem é o espaço para o seu veículo, portanto evite transformá-la em um depósito.

5 – Cuide da segurança

Você tem o seu imóvel dentro de um condomínio e é também responsável pela segurança. Se o local conta com senhas, evite repassá-las a familiares e amigos. Se foi instituída uma tag individual, não compre mais do que o necessário para entregar para mais pessoas. Se o portão para automóveis precisa ser fechado, aguarde o fechamento para seguir adiante. Um deslize desses pode resultar em prejuízo para você, outros condôminos ou para o condomínio como um todo. Quando for viajar, lembre-se de desligar os registros de água, gás e disjuntores que não sejam necessários ligados.

6 – Seja educado com os empregados

Os condomínios podem ter inúmeros empregados: porteiros, zeladores, manobristas, colaboradores da limpeza, entre outros. Trate-os sempre com cordialidade e respeito.

7 – Participe das reuniões e assembleias

Seu condomínio precisa de mais cuidado, em sua opinião? É preciso melhorar algum serviço ou alguma situação? Alguma obra é necessária? O síndico fará uma reunião periódica para apresentar as necessidades do condomínio e colocar essas discussões e temas em votação. É este o motivo para que todo condômino participe das reuniões e assembleias, questionando o síndico a respeito da situação financeira do condomínio, das obras que estão sendo executadas, visando a valorização do condomínio e o bem-estar de seus condôminos.

E você, que tipo de assunto acha importante para manter a boa convivência em condomínios? Sentiu falta de algum dele? Deixe o seu comentário ou entre em contato com a Mineira.

20/04/2018 | Categorias: Vida em Condomínio

Compartilhe:

Quer mais artigos?

Estamos prontos para trabalhar com você.

Solicite uma avaliação de seu condomínio e saiba como a Administradora de Condomínios Mineira pode te ajudar.

Solicite uma proposta

Você já conferiu todos os diferenciais e benefícios do exclusivo app Mineira?

Baixe já o app!

Mineira Conectada:
Viva o seu condomínio, onde estiver.
Viva sua vida, onde desejar.